Quando ocorrem alterações nas condições físicas no ponto de um determinado meio, podemos afirmar que houve uma perturbação. Se essa perturbação se propagar no meio, ocorre a formação de uma onda. Caso essa perturbação se prolongue em tempos iguais, essa é chamada de onda periódica.

Para te ajudar a entender essa matéria para que consiga obter uma excelente nota no Enem, na matéria de hoje falaremos sobre esse assunto. Então, confira o artigo e saiba mais! 

Classificação das ondas

Quanto à natureza

  • Eletromagnéticas: quando a onda necessita de um meio para se propagar, como cordas, som e ondas em mola;
  • Mecânicas: quando a onda não necessita de um meio para se propagar, podendo ser propagada no vácuo, como ondas de rádio, micro-ondas e radar.

Quanto à direção de propagação

  • Unidimensional: propagação em apenas uma única direção, como ondas em cordas;
  • Bidimensional: propagação em duas direções, como ondas em líquidos;
  • Tridimensional: propagação em três direções, como a luz e o som. 

Quanto à direção de vibração

  • Transversal: quando a direção da propagação da onda é perpendicular à direção da oscilação, como ondas em uma corda;
  • Longitudinal: quando a direção da propagação da onda é igual à direção da oscilação, como nas ondas sonoras.

Componentes das ondas na física

  • Vale: maior ponto da onda;
  • Crista: menor ponto da onda;
  • Comprimento da onda: distância entre dois pontos no local onde a perturbação se repete;
  • Frequência: quantidade de perturbações por unidade de tempo;
  • Período: intervalo de tempo entre perturbações iguais;
  • Velocidade: relação entre o período e o comprimento de onda.

Superposição ou interferência

Existem dois princípios que embasam o fenômeno da superposição de duas ondas em um meio ou a interferência de ondas, como:

  • Depois da interferência, as ondas seguem com as mesmas características anteriores ao problema de interferência;
  • No ponto de interferência, o efeito resultante será a soma de todos os efeitos que seriam produzidos se as ondas estivessem separadas.

Os principais tipos de interferência de ondas são:

  • Construtiva: quando a amplitude resultante da interferência de ondas é maior do que a amplitude de cada onda separadamente;
  • Destrutiva: quando a amplitude resultante da interferência de ondas é menor do que a amplitude de cada onda separadamente.

Ondas estacionárias

Ocorre quando duas ondas, com iguais comprimentos de onda e amplitude, se superpõem num meio. 

Ondas sonoras

As ondas sonoras são as tridimensionais, longitudinais e mecânicas. Os nossos ouvidos podem captar sons de frequência entre 20 Hz até 20000 Hz. Esse intervalo de som é audível aos ouvidos do ser humano. Os sons abaixo de 20 Hz são considerados infrassons e os acima de 2000 Hz são ultrassons. 

Uma onda sonora pode passar pelos seguintes fenômenos:

  • Reflexão: incide sobre um local e volta pelo mesmo meio, com todas as suas características iguais;
  • Refração: a onda muda de meio e a velocidade de direção;
  • Difração: quando a onda desvia dos obstáculos existentes, dependendo do comprimento de onda. 

Cordas vibrantes

As cordas vibrantes vibram ao serem tocadas, formando uma onda estacionária devido às extremidades fixas das cordas. A onda resultante será a soma de várias ondas se superpondo. 

E aí, gostou do nosso post de hoje? Para saber mais informações sobre a prova do Enem, continue acompanhando o blog! 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui