Uma das principais dúvidas que rondam a cabeça dos participantes do Enem, é se é possível utilizar as notas obtidas nas provas anteriores do exame.

O Exame Nacional do Ensino Médio é realizado todos os anos a nível nacional. Esse ano, foram mais de seis milhões de inscrições. Mas, as notas do Enem são cumulativas? Vamos descobrir!

Como funciona o Enem

As provas do Enem são baseadas nas seguintes disciplinas:

– Matemática e suas tecnologias;

– Ciências da Natureza;

– Ciências Humanas;

– Linguagens, Códigos e suas tecnologias;

– Redação;

Destas disciplinas, os examinadores e professores responsáveis por montar as provas do Enem, elaboram as questões dos cadernos de questões bem como o tema da redação, que geralmente é baseado nos problemas da sociedade atual como violência, globalização e entre outros.

Cada matéria e conteúdo aplicado no Enem valem uma pontuação, que pode ser:

– Ciências Humanas: nota mínima de 295,6 e a máxima de 879,9 pontos;

– Ciências da Natureza: nota mínima de 303,1 e a máxima de 864,9 pontos;

– Linguagens, Códigos e suas tecnologias: nota mínima de 295,2 e a máxima de 817,9 pontos;

– Matemática e suas tecnologias: nota mínima de 277,2 e a máxima de 955,2;

– Redação: nota mínima de zero pontos, até a máxima de 1.000 pontos;

A correção das provas do Enem é feita pelo sistema chamado de Teoria de Resposta ao Item, que analisa o padrão de respostas marcadas pelo candidato, onde as questões mais marcadas são consideradas mais fáceis, enquanto as com poucos acertos são as mais difíceis.

Quanto mais perto de 1.000 pontos as notas individuais das disciplinas chegarem, melhor será o desempenho do estudante no final.

O que acontecem com as notas do Enem não utilizadas pelos estudantes anualmente?

Por se tratar de um exame anual, todas as notas obtidas nas provas do Enem não são cumulativas, ou seja, não podem ser utilizadas como crédito para o ano seguinte.

A cada ano, os temas cobrados nas provas são voltados para os assuntos da atualidade:

– Lixo – problemas ambientais;

– Imunização;

– Água – problemas ambientais;

– Ciclos do carbono, nitrogênio e água;

– Genética e mutações;

– Fontes de energia;

– Respiração aeróbia e anaeróbia;

– Relações ecológicas;

– Teorias Evolucionistas;

– Núcleo Celular;

– Aristóteles;

– Esferas culturais;

– Calorimetria;

– Óptica;

– Dinâmica;

– Termodinâmica;

– Impactos ambientais;

– Energia;

– Recursos hídricos;

– Globalização;

– Império;

– Era Vargas;

O objetivo é que os participantes do Enem estudem o conceito, o objetivo e a lógica de cada assunto, e não apenas decorar uma teoria, fórmula ou conteúdo.

Ao todo, são 180 questões do Enem divididas em 45 perguntas de cada disciplina. No primeiro dia são cinco horas e meia de prova por causa da redação, e no segundo dia, cinco horas de prova.

Cabe a cada estudante se empenhar nos estudos, montando um cronograma organizado com todas as disciplinas a serem vistas, bem como fazendo os simulados das provas anteriores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui