Existem alguns assuntos da matéria de história que provavelmente cairão no Enem, e um deles é a cultura negra no Brasil. Isso porque esse tema é bastante recorrente e muito importante para a história do país.

Muitas pessoas têm dificuldade em entender esse tema já que o mesmo é complexo e possui muitas reviravoltas. No entanto, com um pouco de esforço e excelentes materiais é possível compreender toda a história da cultura negra no Brasil.

Você é vestibulando, e já não sabe mais por onde estudar? Calma! Para te ajudar, fizemos um resumão retratando a cultura negra no Brasil. Portanto, confira a matéria e saiba mais! 

O que devo estudar para o Enem?

Existem alguns tópicos sobre a cultura negra no Brasil que você não pode deixar de estudar para acertar as questões do Enem. Isso porque há assuntos desse tema que são muito recorrentes nas provas de vestibulares.

É importante que você entenda toda a evolução da resistência negra no Brasil, passando pelas revoltas, manifestações e formação de quilombos até a libertação dos escravos e a luta da população negra em obter oportunidades e melhores condições de vida.

O ideal é que você estude esse assunto dando ênfase nos seguintes tópicos sobre a cultura negra no Brasil:

  • Escravidão na colônia;
  • Escravidão no período do Brasil independente;
  • A luta e a resistência negra na sociedade de classes;
  • Desafios do movimento negro – principalmente no que diz respeito à luta contra o racismo.

Ao longo da história, sempre existiu a luta negra, no entanto essa se modificou ao longo do tempo: no início as manifestações reivindicavam a libertação dos negros e o fim do regime escravocrata. Atualmente, a luta negra busca a igualdade racial e o combate ao racismo. 

Se você tiver em mente que até os dias atuais a população negra luta pelos seus direitos – afinal esses não são igualitários entre negros e brancos – e que o movimento da cultura negra no Brasil é um modo de resistência, não há dúvidas de que você fará uma boa prova na parte de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Isso porque o Enem trabalha o conhecimento, mas também procura desenvolver o senso crítico do vestibulando acerca dos problemas sociais e do desenvolvimento humano. Por isso, você não pode chegar na prova apenas com um grande acúmulo de informações, e não conseguir desenvolvê-las de forma crítica.

Portanto, fica combinado que você vai ler o nosso resumão e vai tentar compreender toda a história da luta negra de forma mais aprofundada? Sim?! Então, vamos lá! 

Cultura negra no Brasil: resumão

Ao longo da história do Brasil, a diferença entre negros e brancos foi desenvolvida de forma cultural. A hierarquização racial insiste em aparecer até os dias atuais, mesmo depois de longos anos após a libertação dos escravos.

Isso porque, após a instituição da hierarquização racial no contexto escravocrata, diversas instituições implementaram internamente essa ideia racista e discriminatória. Por isso o racismo existe dentro das igrejas, das escolas e até mesmo da polícia – que teoricamente era para ser um órgão de proteção ao indivíduo, e não de separação racial.

Por conta dessas questões de discriminação racial, boa parte da população negra ainda vive de forma marginalizada – ou melhor, à margem de uma sociedade preconceituosa e pouco empática -, aumentando os casos de fome, pobreza e desigualdade no Brasil.

Isso mostra a necessidade do desenvolvimento de políticas públicas para compartilhar a ideia de igualdade de direitos entre brancos e negros, principalmente dentro das escolas, onde há a disseminação de conhecimento e de cultura.

É necessário também mostrar que a cultura africana é importante e que essa faz parte da história no nosso país. Portanto a capoeira, a religião africana e qualquer outro rito que faça parte da cultura da África tem laços fortes com a cultura brasileira.

Após essa longa discussão sobre a importância da cultura negra no Brasil, vamos iniciar o nosso resumão, contando um pouco de história? 

A escravidão na história

No período da escravidão, os escravos eram considerados seres inferiores, e por isso eram tratados como objetos e propriedades privadas dos seus senhores. Por isso os “donos” dos escravos podiam comprá-los e vendê-los sempre que quisessem. 

Normalmente os escravos tinham uma vida miserável e eram superexplorados pelos seus senhores. Isso porque os seus trabalhos eram manuais, e consistiam na produção agrícola e nos cuidados domésticos. 

No Brasil, o período de escravidão africana se prolongou por cerca de três séculos, e por isso existe uma forte influência da cultura africana na sociedade brasileira, já que essa fez parte da formação da cultura do país. Isso é perceptível através dos ritmos, das danças, do modo de vida e até mesmo na forma de se expressar do brasileiro.

Escravidão mercantil 

Inicialmente o trabalho escravocrata foi instituído no Brasil pelos colonizadores portugueses, que utilizavam os critérios racionais para definir as pessoas que seriam escravizadas no país.

A mão de obra escrava gerava muito dinheiro para os donos de engenho, e por isso eles não tinham o menor interesse em libertar os escravos. Principalmente o tráfico negreiro proporcionava bastante lucro, o que tornavam os traficantes ricos e poderosos.

Formas de resistência

A escravidão explorava a população negra, e ainda por cima gerava bastante violência, seja moral ou física. Por isso, os africanos escravizados provocavam manifestações de resistência, procurando se libertar do regime escravocrata. As formas de resistência consistiam principalmente na prática do suicídio, na formação de quilombos, nas revoltas e nas fugas. 

Desafios do movimento negro

Mesmo após a libertação dos escravos, os negros não tiveram oportunidades no Brasil. Por isso, eles tornaram-se marginalizados, passando por sérios problemas sociais.

Com o intuito de acabar com esses problemas, instituiu-se no país a disseminação da ideia de combate ao racismo com o desenvolvimento dos movimentos negros. Toda essa luta ativista procura compartilhar a identidade da cultura negra no Brasil e mostrar que todos somos iguais! 

E aí, gostou do conteúdo sobre cultura negra no Brasil? Então leia quantas vezes for preciso. Assim você conseguirá a tão sonhada aprovação no vestibular!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui