Em Sociologia, existem três conceitos que regem o entendimento de nossa sociedade: do patrimônio, do popular e do erudito.

Vamos conhecer cada um deles aqui, onde se aplicam e como assimilar esse conteúdo. A disciplina de Sociologia é cobrada também nas provas do Enem junto com as demais: 

– Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Matemática e suas Tecnologias e Redação.

O intuito de inserir esse conteúdo no Enem, é fazer o participante refletir sobre o multiculturalismo presente em nosso país, e como ele influenciou as nossas gerações antepassadas e atuais.  

Conceito das esferas culturais: patrimônio, popular e erudito

As esferas culturais são parte de nossa vivência social, bem como das raízes e conhecimentos que adquirimos ao longo do tempo. 

1-Esfera cultural de patrimônio: a palavra patrimônio vem do grego ´´pater´´ e significa ´´pai´´, ou paterno. Assim, entende-se que a palavra se refere a algum tipo de herança paterna.

Essa noção de repasse acabou sendo estendida também a bens materiais, bem como ao conjunto de identidade, cultura ou passado de um grupo ou nação

Origem 

Após a Revolução Francesa do século XIX, surgiu a necessidade de levantar monumentos que pudessem reforçar a beleza do patrimônio e da luta pelo território.

Após o início do século XX, as noções sobre espaço urbano, cultura e passado, alcançaram novos significados e tornaram-se importantes monumentos representativos do patrimônio cultural

2-Cultura popular: como o próprio nome diz, é a cultura que vem do povo (de determinado local, estado, cidade ou país). É considerada uma constituição das maiores riquezas da sociedade. 

Origem

A cultura popular é aquela voltada para os contos, canções, histórias e outras manifestações culturais, entre pessoas de todas as classes da sociedade em meados do século XIII, como consequência dos Estados Nacionais.

Características inerentes – cultura popular

– Linguagem popular, coloquial e de acordo com a classe de pessoas;

– Não deve ser considerada menor ou inferior à erudita;

– Possui grande riqueza cultural;

– Surge das tradições e dos costumes populares regionais, mas tem amplo poder de expansão, sofrendo pequenas alterações de acordo com o meio inserido;

– É passada de geração em geração de forma oral, ou seja, falada de pai para filho, avós, tios, netos e etc;

– Manifesta-se também nas músicas e canções de ninar;

3-Cultura erudita: surgiram como consequência dos saberes produzidos pela própria sociedade, a partir de conhecimentos acadêmicos ou não.

Origem

A cultura erudita foi criada entre os séculos XIII e XIX, entre a formação dos Estados Nacionais Modernos, incluindo a Inglaterra, França e a Alemanha.

A ideia desses governos era de criar uma identidade comum entre a população, com o fim de fortalecer os laços entre os cidadãos, formando-se assim a cultura nacional.

Os interesses implantados na sociedade então, acabaram sendo das classes dominantes, produzindo uma cultura em diferentes níveis da sociedade (classe alta, média, baixa e pobre).

No Renascimento Cultural por exemplo, os cidadãos que obtinham o ´´poder´´ começaram a financiar os artistas renascentistas, com o intuito de estimulá-los a criar artes que retratavam o estilo de vida de luxo em que viviam.

Características – cultura erudita

Conhecimentos difundidos em todas as classes da sociedade, a partir do academicismo (conjunto de conhecimentos sistematizados que devem ser aprendidos com regras e princípios).

– Os frutos e conceitos da cultura erudita geralmente são escritos, ou passados de geração em geração, preservando a originalidade autoral.

– Pode-se manifestar de muitas formas: músicas, pinturas, texto literário, uma peça de teatro, livros escritos e ditados repassados às próximas gerações.

Cultura Brasileira e Afro-brasileira

A cultura brasileira é riquíssima em todos os aspectos. Formada por diversas etnias, a miscigenação é a principal característica da nossa cultura.

A cultura afro-brasileira é marcada por diversas manifestações de elementos da continente Africano: 

– Comidas típicas (feijoada, acarajé e vatapá), identidade dos povos, hábitos alimentares, religião (Candomblé e Umbanda), música (capoeira e samba), histórias das famílias e entre outras.

As regiões do país que mais receberam escravos durante o período do Brasil Colonial, foram os seguintes Estados: Minas Gerais, Bahia, Maranhão, Rio de Janeiro e São Paulo.

Cultura de massa 

Outro conceito criado em meio à sociedade moderna é o de cultura de massa, que nada mais é do que um produto da Indústria Cultural, a fim de difundir expressões, comportamentos e ideias para a maioria da população.

A lógica do capitalismo industrial e financeiro também entra neste conceito, e tem como objetivo padronizar e homogeneizar os produtos para serem consumidos pela maioria das pessoas.

Entram na lista de produtos de cultura de massa:

– Músicas;

– Filmes;

– Danças e gêneros musicais;

– Séries de televisão;

– Revistas e jornais;

– Redes Sociais;

– Desenhos animados;

– Moda;

– Gastronomia;

Os criadores do termo Cultura de Massa e Indústria Cultural, foram os filósofos alemães Theodor Adorno (1903-1969) e Max Horkheimer (1895-1973), ambos fundadores da Escola de Frankfurt. 

Assim, os meios de comunicação em massa têm o objetivo de alienar, ditarem um padrão de consumo de notícias, entretenimento e outros serviços que ditam as regras na sociedade atual.

No século XIX, a expressão cultura de massa era atribuída à educação que o povo recebia naquela época, advinda das elites (cultura erudita).

Mas, a modernização tecnológica e a industrialização dos veículos de comunicação, a cultura de massa ganhou um novo significado. 

Multiculturalismo

É certo que o multiculturalismo está mais do que presente no Brasil. Diversas culturas, povos, nações e indivíduos de diferentes vivências, origens, culturas e experiências, formam nossa sociedade. 

A convivência com tantas culturas diferentes deve ser pacífica, ou seja, cada vez com menos preconceitos e diferenças étnicas. A quantidade de imigrantes presentes no Brasil é enorme.

Uma cultura nunca deve tentar se sobrepor à outra, com o intuito de subordinar, escravizar, diminuir ou excluir os povos de determinada nação e país.

Neste artigo, você conferiu o que é cada conceito de cultura abordado em Sociologia. O conhecimento passado de geração em geração deve ser livre de preconceito, diferenças raciais e culturais.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui