A globalização é um termo bastante difundido em nossa sociedade, nos noticiários e em provas, vestibulares e concursos pelo país.

Vamos saber o que é a globalização, e como ela afeta as nossas vidas

O que é a globalização?

O termo globalização pode ser definido como a integração das informações culturais, sociais, econômicas e de tecnologia entre os países, ou seja, em escala global.

Acredita-se que a globalização é um processo em constante desenvolvimento, à medida que novas gerações são criadas, surgem com elas a necessidade de inclusão de ideais, e formas de socialização. 

Internet, comunicação e tecnologia

Há 100 anos atrás por exemplo, a velocidade com que a comunicação chegava em outros países, era praticamente inerte. Podemos mencionar o envio de cartas, recados e informações importantes. 

Demorava muito até que uma simples carta ou recado, chegasse ao seu destino. O que acelerou esse processo de comunicação

A necessidade de conectar as pessoas, acelerar a produção, e a comunicação mais rápida facilitou a chegada do mundo que conhecemos hoje.

Origem da globalização

A origem exata do termo globalização não é totalmente definido. Acredita-se que ele surgiu em meados da década de 1980, após a queda do Muro de Berlim e do fim da Guerra Fria.

Muitos estudiosos e especialistas em História e Geografia, concordam que a globalização surgiu após a expansão marítimo-comercial européia (final do século XV, início do século XVI), momento em que o capitalismo se instalava no mundo.

As Revoluções Industriais e a Revolução Técnico-Científica Informacional que se iniciou a partir do século XX, trouxeram os primeiros avanços tecnológicos, as facilidades dos aparelhos eletrônicos, da internet e dos meios de transporte.

Características que marcam a globalização 

A globalização se manifesta nas mais diferentes áreas da sociedade: na cultura, na educação, na política, no espaço geográfico, nos direitos humanos, na saúde e na economia de um país.

Pontos positivos

– Quando vemos diversas práticas culturais serem manifestadas em nosso país, podemos entender que a globalização tornou essa comunicação possível.

– Rapidez das informações: um mesmo e-mail ou mensagem pode ser visualizada em diversos países ao mesmo tempo;

– Os meios de transporte melhoraram a sua eficiência no atendimento, modernizando-os para adaptarem-se ao novo mundo;

– Todo o tipo de conhecimento pode ser encontrado e acessado facilmente na internet, como cursos, documentos, vídeos, livros e etc.

Pontos negativos

– Em caso de crise econômica em um determinado país, essa informação corre o mundo rapidamente, afetando o mercado de ações, a bolsa de valores, o desemprego, os preços dos produtos e etc;

– Falência de empresas, diminuição dos investimentos, economia retraída;

– Super valorização da moeda de um determinado país, em detrimento da moeda de países emergentes;

– Mistura de culturas, fazendo com que a identidade cultural nativa seja perdida;

– Falta de credibilidade dos países em desenvolvimento, em relação aos investidores do Exterior;

A globalização no Brasil 

Nosso país está totalmente integrado com a economia, e as conexões culturais e capitalistas da globalização. 

O Brasil vende e compra produtos e serviços vindos do exterior, ou seja, de outros países e por isso, recebemos influência direta de outras culturas e práticas.

Mas, quando se compra produtos muito baratos e revende-se por preços muito baixos, causa uma desvalorização dos produtos nacionais, abrindo-se espaço para uma concorrência injusta no país.

Esse fator faz com que muitas empresas brasileiras quebrem, impossibilitadas de competir com preços tão baixos. Exemplos desses produtos são: 

– Brinquedos, aparelhos eletrônicos, novidades tecnológicas, calçados, tecidos, bebidas, objetos de marca e entre outros;

Globalização na educação   

Os novos modelos de educação brasileira, têm sido implementadas diariamente. 

A grande demanda de informações que os estudantes têm acesso hoje, interferem diretamente em seu comportamento na sociedade.

O desafio é preservar a identidade dos brasileiros, apesar da influência das demais culturas em nosso país. 

Nas salas de aula, os educadores e professores estão criando uma forma de preservar essa identidade, através do respeito a outras culturas, comportamentos e formas de comunicação.

Em provas como o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), questões em Geografia apontam expressamente o comportamento da nova sociedade, a partir do acesso à tecnologia e demais culturas.

A abordagem dessas ideias em provas, vestibulares e concursos, é justamente fazer o participante refletir, criticar positivamente tamanha influência da globalização em nossa sociedade e país.

Paulo Freire, grande filósofo e educador brasileiro, mencionou em uma de suas publicações o seguinte pensamento:

´´A Educação deve se adequar a Globalização sem, no entanto, ser manipulada pela mesma. 

E cabe aos professores, construir e reforçar a própria identidade cultural, partindo de nós mesmos para o mundo, do interno para o externo, do local ao global´´.

Interferências causadas pela globalização

As interferências causadas pela globalização são muitas, e dia a dia elas se manifestam em nossa sociedade, cidade e país.

Quando uma grande empresa do Exterior quer se instalar no Brasil por exemplo, os representantes da mesma visitam a cidade alvo primeiro, a fim de sondarem o terreno, verificando as condições ideais para começarem as negociações.

Foi o caso ocorrido na cidade de Três Rios, no Estado do Rio de Janeiro. A Volkswagem, grande empresa de veículos do Brasil e do mundo, decidiu instalar-se nesta região. 

O presidente da empresa visitou a cidade e o prefeito (na época) o Sr. Celso Jacob, o levou para conhecer as instalações da futura fábrica, bem como o comércio local, a infraestrutura e etc.

Mas, ao final da visita do representante da Volkswagem no Brasil, o mesmo questionou o prefeito sobre a existência de escolas e faculdades na cidade, e o Sr. Celso Jacob respondeu que não haviam.

Por esse motivo, a Volkswagem optou por se instalar na cidade de Resende, o que forçou o prefeito a criar uma política estudantil na cidade, o que até então não havia sido feito por nenhum governante antes dele.

Este tipo de atividade se repete todos os dias, ou seja, muitas empresas estrangeiras aproveitam a brecha da globalização para expandirem os seus mercados, conquistando novos clientes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui