Nossa sociedade moderna foi construída em pilares do conhecimento, da cultura de diversas etnias e sob a influência de pensamentos de grandes homens.

Um deles foi o francês e Matemático René Descartes (1596-1650), considerado o pai da Filosofia Moderna. Vamos conhecer agora como a sua linha de pensamentos delineou uma geração, e impacta ainda os dias de hoje!

Quem foi René Descartes?

Como mencionado acima, Descartes foi um grande Filósofo e Matemático de sua época. Nascido em Haye na França, formou-se em Direito pela Universidade de Poitiers em 1616.

Após dois anos, ingressou no exército do Príncipe de Orange na Holanda, período onde desenvolveu as primeiras descobertas de Matemática.

Quando completou 22 anos, Descartes começou a desenvolver o seu método de raciocinar corretamente, de pensar sobre o impacto das ações na sociedade.

Em 1619, ele propôs uma ciência unitária, universal, rompendo com a filosofia aristotélica, começando a criar a base do método científico moderno.

Uma das suas principais obras é a do Discurso do Método, criada em 1637, carregando as premissas de seu raciocínio: ´´Penso, logo existo´´.

Discurso do Método

Naquela época, a filosofia não se destacava das demais ciências, pois precisava de uma base de conhecimento mais sólida para ser ´´levada a sério´´.

Os livros de filosofia escritos na época serviriam de base para uma introdução a outros três livros científicos que retratariam a meteorologia, a geometria e o estudo do corpo humano. 

Quando o Discurso do Método de Descartes foi publicado em 1637, ele apresentou basicamente uma autobiografia do seu intelecto, onde contou todos os fatos e reflexões que o levaram a um caminho seguro até os fundamentos do seu método. 

O sistema formulado por René Descartes deveria alcançar um saber universal e com um grau de verdade na ciência. 

Na obra criada por ele em 1644 intitulada Princípios da Filosofia, ele começara a construir a sua verdade filosófica e científica. René esforçou-se então para manter boas relações com os jesuítas na escola de La Flèche, onde estudara.

A Física de acordo com Descartes

A Física de acordo com René era fundada a partir de ideias objetivas, claras e diferentes. Para ele, a extensão geométrica é dividida em partículas que ao chocarem-se formavam os corpos.

– Primeira Lei: de acordo com Descartes, todas as alterações sofridas em um corpo, são causadas por um fator externo.

– Segunda Lei: Todo e qualquer corpo que se move em linha reta, tende a permanecer neste estado.

– Terceira Lei: Se um corpo móvel se choca com outro imóvel considerado mais forte, ele não perde o seu movimento, apenas muda a direção. 

– Se ele encontrar um corpo mais fraco, perde-se então o movimento de ambos.

Busca pelo conhecimento constante

Características dos estudos, obras e pensamentos de Descartes

* Alcançar e conseguir um conhecimento seguro e estável;

* Questionar tudo e a todos ao seu redor;

* Busca pelo conhecimento certo da realidade exterior do homem;

* Conhecimento que levasse as pessoas a duvidarem de Deus, bem como da verdade da Matemática;

* Penso, logo existo;

* Desenvolveu o racionalismo cartesiano;

* Nada é verdadeiro, até ser provado como tal;

* Problemas devem ser analisados e resolvidos de forma sistemática;

* Todo processo deve ser analisado do começo ao fim, do menor para o maior;

* O uso da razão humana para chegar ao pleno conhecimento de si mesmo, e do universo;

* Questionar os sonhos e os sentidos humanos;

* Pensamento de que Deus poderia estar enganando a humanidade sobre o conhecimento;

As frases mais célebres de René Descartes

Além da frase que o tornou conhecido até hoje – ´´Penso, logo existo´´- existem outras que caem constantemente em provas e concursos, a fim de provar alguma ideia ou conceito:

´´Viver sem filosofar é o que se chama ter os olhos fechados sem nunca os haver tentado abrir´´.

´´ Se quiser buscar realmente a verdade, é preciso que pelo menos uma vez na vida você duvide, ao máximo que puder, de todas as coisas´´.

´´ Não existem métodos fáceis para resolver problemas difíceis´´.

´´ Não há nada no mundo que esteja melhor distribuído do que a razão: toda a gente está convencida de que a tem de sobra´´.

´´ Para examinar a verdade, é necessário, uma vez na vida, colocar todas as coisas em dúvida o máximo possível´´. 

´´ Não é suficiente ter uma boa mente: o principal é usá-la bem´´.

Questões de Filosofia no Enem 

Nas provas do Enem, é comum encontrarmos questões que abordem os temas das obras de Descartes. A ideia é questionar a forma como a sociedade pensa a respeito de todas as coisas.

Até mesmo na redação, é comum encontrarmos temas que vão de encontro às obras de René Descartes. Muitos pensadores e filósofos da época – e até nos dias de hoje – concordam ou descordam com Descartes.

Pensar, questionar e duvidar sobre todas as coisas é relativamente humano, porém, é preciso saber levar esse conhecimento adiante. 

Em nossa sociedade hoje, a filosofia de Descartes ainda impera mesmo que indiretamente. As pessoas estão acostumadas a duvidarem de tudo, principalmente da existência de Deus.

A ciência e a religião entram em conflito constantemente, ou seja, talvez nunca encontrem algo em comum. Mesmo que discordemos de opiniões, pensamentos e ações de outras pessoas, isso não nos torna melhores ou piores.

As ideias de moralidade, ética, opiniões, comportamentos e pensamentos, levaram o ser humano a se acostumar com certas opiniões ao longo do tempo, praticando a individualidade.

A Filosofia e a Sociologia têm o poder de fazer o ser humano olhar para dentro de si, questionar o mundo ao seu redor, as crenças que foram passadas de geração em geração.

Ao estudar para as provas do Enem, não é necessário decorar todos os pensamentos e obras de René Descartes, até porque foram muitos.

Deve-se considerar apenas os marcos mais importantes – como os que citamos neste artigo – e entender subjetivamente a sua história, vivência, experiência e os objetivos que ele queria passar adiante na sociedade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui