O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é hoje a principal avaliação no país quando se falamos em ingressamento em faculdades públicas. Por isso, milhares de estudantes todos os anos participam da prova buscando seus sonhos. 

Redação, questões de exatas e humanas, além de biológicas. Tudo isso aparece no ENEM e tem muito peso em sua nota. Além disso, há a tão falada redação, que, aos olhos de alguém comum, pode ser uma pedra muito grande no caminho. 

Lembrando também, que o ENEM terá um período de provas virtuais. O governo decidiu começar em 2020 a experimentar esse método, para depois aplicá-lo nos anos seguintes. Então, fique atento às datas. 

Então, saber se preparar para ir o melhor possível é fundamental para sair na frente dos concorrentes e garantir aquela tão sonhada vaguinha no seu curso de preferência. Neste artigo você vai ter um guia completo de como estudar para o ENEM 2020. 

 

Conheça bem a prova

Antes de tudo você precisa conhecer a prova. Saber quantas questões irão cair, como elas serão divididas e quais matérias serão aplicadas. Quanto mais detalhes melhor.

Uma boa dica de como estudar para o ENEM 2020 é começar listando todos os conteúdos possíveis que podem cair na prova. De todas as matérias. Com isso, você vai conseguir obter um bom conhecimento do que pode estar por vir e de quanto você irá precisar trabalhar nisso. 

Outra dica é ficar atento no que ocorre no mundo. Isso porque o ENEM, historicamente, adora colocar questões referentes à atualidade do nosso cotidiano. É sempre bom ver um jornal ou ler notícias na internet também. 

Tenha em mente que o ENEM é composto por 180 questões objetivas e todas de múltipla escolha. Além disso, temos também a famosa redação. Devido a este grande número de questões, a prova é dividida em dois dias.

No primeira dia, os candidatos respondem 45 questões de Linguagens e Códigos, que corresponde às matérias de Literatura, Língua Estrangeira, Tecnologias da Informação e Comunicação além do Português.

Também respondem 45 questões de Ciências Humanas. onde englobam as matérias de Filosofia, Sociologia, Geografia e História. Além disso, o primeiro dia é o dia que é feito a redação. 

Já no dia seguinte, são aplicadas 45 questões de Matemática, que são equações, geometria e álgebra. E por fim, mais 45 questões do grupo de Ciências da Natureza (Biologia, Química e Física). 

Tendo o conhecimento disso, você poderá começar a montar seus esquemas de estudos sem muita dificuldade. É bom ter em mente também que as questões do ENEM tem como característica aplicar uma interdisciplinaridade em suas questões.

Isso significa que uma única questão pode cobrar conhecimento de muitas disciplinas, o que mostra o tamanho do desafio e da atenção que o candidato deve ter ao fazer a avaliação.

Ler as provas anteriores é muito importante para que se saiba como mapear seus estudos. Isso porque isso te dará uma base muito sólida de como é a prova e do que você irá precisar para fazê-la da melhor maneira possível. 

E se prepare, caso você vá fazer a versão digital, há uma diferença significativa, que são as datas de aplicação. Diferente da versão convencional, que acontecerá nos dias 1 e 8 de novembro, a digital será em outubro, nos dias 11 e 18.

 

Elabore seu guia 

Agora que você já possui todo o conhecimento do que irá ver na prova, é momento de montar o seu guia. Ele irá te ajudar a como estudar para o ENEM de uma maneira mais organizada e efetiva. Isso pode ser um grande diferencial.

Por isso, comece elaborando uma lista de todos os afazeres que você já tem, seja escola, trabalho, algum outro curso, academia, igreja e etc. Com isso, você irá ter uma boa noção do tempo que te resta para estudar para o ENEM.

Isso porque, como você já sabe, o ENEM acontece sempre no fim do ano, sendo bem constante. Com isso, o candidato pode tirar proveito e elaborar seu guia de estudo desde o início do ano sem preocupações.

É importante que você cria o hábito de estudar. Reserve algum tempo do dia só para isso. Se condicione a, sempre neste mesmo horário, estar estudando. Depois de um tempo você já vai começar a fazer isso de forma natural, o que é muito benéfico. 

Perceba também quais matérias você tem mais dificuldade e reserve mais tempo para elas. Fazendo isso, você consegue evoluir sempre dentro do âmbito acadêmico. 

Faça muitas anotações

Anotações são importantes no processo de estudos. São com elas que você irá conseguir fixar as informações de forma mais efetiva em sua cabeça. Por isso, abuse-as. Seja comentários, resumos e até gráficos. Tudo é válido.

Busque também orientações em sites, artigos e até com professores das matérias. Juntando muitas informações, você consegue sintetizá-las em uma explicação só sua. Assim, fica muito mais simples fixar todas as ideias na cabeça.

Nunca ache que você tem anotações demais. Isso porque quanto mais melhor. A gente nunca sabe tudo, logo, é preciso coletar tudo que é possível e relevante para a matéria. Sem preguiça ou desculpas. 

 

Crie redações

Curiosamente, muitas pessoas acabam esquecendo de estudar para redação no ENEM. Isso porque se tem uma ideia errada de que redações são simples de se fazer, basta apenas “escrever”.

Porém, toda redação necessita de uma estrutura. Como se fosse uma receita pronta, mas que ainda sim necessita de uma certa criatividade de quem está fazendo. E, assim como cozinhar, dominar uma redação requer muita prática.

Só fazendo e refazendo para perceber os erros, o que pode e deve melhorar, além das características que podem ser mantidas em seu texto. Não tem fórmula mágica nesse caso. Uma boa redação é aquela onde o criador já fez muitas antes.

Além disso, você pode criar a habilidade de fazer uma redação de forma mais rápida e precisa. Afinal, o fator tempo no ENEM pesa bastante. Por isso, ter uma vantagem nesse quesito pode fazer toda a diferença.

Busque sempre ajuda de professores, eles irão te guiar e mostrar o que pode ser melhorado no seu texto. Além deles saberem bem como funciona os critérios de avaliação dos textos no ENEM, o que também é muito importante. 

A nota da redação é uma das que mais tem peso no fim. Isso porque o ENEM entende que o candidato precisa ter uma certa capacidade de análise crítica sobre determinado assunto. E, por uma redação, essa habilidade é muito bem testada. 

 

Execute muitos simulados 

Assim como praticar redação é importante, fazer simulados são fundamentais para quem não sabe como estudar para o ENEM. Afinal, todo mundo só está apto a jogar bem uma partida quando treina, não é mesmo? Os simulados são justamente treinos, ou “simuladores” do que verá no ENEM.

Geralmente, você consegue acesso a simulados quando estuda em algum curso preparatório ou colégios mesmo. Porém, procurando um pouco na internet, você encontra diversos exemplos de bons simulados para você fazer.

Analisando os simulados, você consegue captar melhor a linguagem que o ENEM utiliza na confecção de suas questões. Há padrões que se repetem, então é fato que quanto mais simulados fizer, mais chances tem de pegá-los.  

Você pode começar inserindo algumas questões nos seus estudos no começo. Isso te ajudará a se acostumar com toda a estrutura que a prova tem. Depois, com mais prática, você pode fazer o simulado inteiro quantas vezes achar necessário. 

É muito importante também que você simule que está fazendo o ENEM. Então não pare, evite pausas o máximo possível, e tente resolver o simulado dentro do período do exame quando ele for feito. 

 

Revise todo o conteúdo 

É muito importante sempre fazer revisões. Isso porque sem elas, pouco conteúdo será fixado em sua mente. Então, periodicamente, faça revisões nas matérias, tire dúvidas, reescreva afirmações e exercite ao máximo toda matéria.

Outra dica é sempre compartilhar seus estudos com amigos que também estão se preparando. Sempre há algo que ele tem que você não e vice-versa. Essa troca de ideias fortalece muito a revisão e faz com que o estudo fique mais completo. 

Comece revisando aquelas matérias em que você tem mais dificuldades. Dê uma prioridade a mais para elas. Assim, você vai estar se condicionando a entender toda a explicação de uma forma mais eficaz. 

 

Tenha Constância

Não adianta ter tudo isso em mente, mas na hora de estudar, não tem constância. Você precisa ser regular nos estudos. Estudar poucas vezes não vai adiantar muita coisa. Por isso, você precisa repetir os passos todos os dias.

Não é difícil você criar uma rotina de estudos. Basta separar um pouco do teu tempo e reservá-lo apenas para o ato de estudar. Mesmo que seja meia hora do seu dia,se ele for constante, vai ser muito mais eficaz. 

Segundo especialistas, não há um tempo ideal por dia. Tudo depende do o que está estudando, como, e onde. Porém, pessoas que se deram muito bem, dizem que uma média de duas horas por dia é mais do que suficiente.

Um ambiente calmo e propício ao estudo também faz bastante diferença. Então, se possível, tente estudar em lugares serenos e que não irão de causa alguma distração desnecessária. 

Lembre-se, todo mundo teve que começar do zero. Não vai ser diferente para você nessa fase. Se empenhe em repetir os estudos até que eles façam parte natural do seu dia. Só assim que você irá conseguir. 


Tente relaxar

Tudo de mais é prejudicial. Estudar não é diferente. As pessoas que buscam as melhores maneiras de como estudar para o ENEM sabem que, mesmo que a matéria esteja difícil, é preciso dar um tempo.

Não somos máquinas, nós precisamos de intervalos e distração para nossa cabeça. Pois, só assim, teremos uma mente mais saudável e adequada para os estudos. Então, a melhor coisa a se fazer, é realizar outras atividades.

Seja sair, ver um filme ou qualquer outra atividade de lazer. É importante manter esse equilíbrio na sua rotina. Sabemos também que nem todo mundo dispõe de tempo para tal. Mas, achar algo que distraia sua mente ajuda muito.

Um dia antes da prova também é importante dormir bem. Não adianta ficar debruçado nos livros até tarde. Nessa altura do campeonato, ou você estudou o suficiente, ou vai ter que chutar muitas questões.

Por isso, durma ao menos oito horas na noite anterior. Fique bem tranquilo também. Nervosismo e ansiedade são inevitáveis, mas é importante não se deixar tomar por esses sentimentos.

Conclusão

Conclui-se que saber como estudar para o ENEM 2020 não é uma tarefa simples. Isso porque é preciso seguir vários procedimentos estratégicos. Você pode não notar, mas estudar é algo progressivo.

Obviamente você não começa sabendo tudo, logo, é preciso contar com muita paciência durante o processo de estudos. Desde o começo do ano, você precisa manter um foco e um objetivo. 

Outro lado importante é a questão de o que estudar. É importantíssimo no ENEM saber o que você pode ver. Assim, fica mais fácil conseguir direcionar os estudos para onde realmente importa.

Leia mais artigos, notícias e converse com quem já passou pelo o ENEM. Toda experiência é válida para você, seja bem questionador e pesquise ao máximo tudo que for relevante para o exame. 

Fique tranquilo, se esforce ao máximo e deixe que seus conhecimentos lhe guiem. Preste muita atenção nos enunciados na prova. Eles exigem uma certa habilidade interpretativa, o que só reforça o fato de ter que estudar bastante. 

Por fim, o ENEM é hoje a grande oportunidade para quem quer ingressar em uma faculdade pública. Por isso, é preciso levá-lo muito a sério em todos os quesitos. Estude e dê seu máximo. Nunca tente fraudar o ENEM.

O ENEM não tem fórmula mágica, não tem receita pronta. Só se é bem sucedido nele quem estuda, quem tem foco, raça e muita força de vontade. Ele pode ser “cruel”, mas se conseguir passar, ele é muito recompensador. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui