Textos jornalísticos: interpretação e estrutura para o Enem! 

Os textos jornalísticos são matérias normalmente veiculadas a revistas, jornais e sites informativos. Esse tipo de texto tem como principal objetivo informar e comunicar o leitor sobre determinado assunto.

Atualmente, muitas pessoas consideram que os textos jornalísticos são os mais lidos. Isso porque os indivíduos a todo momento desejam se informar e entender o que está acontecendo no mundo.

Por isso, os textos devem ser escritos para alcançar pessoas de diferentes níveis de conhecimento e dos mais variados tipos de linguajares. 

Então, vamos compreender melhor como se pode interpretar os textos jornalísticos e entender como a sua estrutura pode ser desenvolvida? Para aprender tudo sobre esse assunto, confira a nossa matéria de hoje! 

Textos jornalísticos e suas características

Os textos jornalísticos precisam ter uma linguagem simples e clara, já que o principal objetivo desse modelo de texto é compartilhar a informação do leitor, fazendo com que a pessoa compreenda a mensagem repassada.

Além disso, os textos jornalísticos precisam ser imparciais, e por isso o escritor não pode transmitir a sua opinião pessoal para o leitor, pois o principal objetivo é apenas informar. 

A estrutura do texto jornalístico apresenta frases curtas e ideias simples para facilitar a comunicação com o leitor, e aumentar a objetividade do texto. Por isso as matérias jornalísticas não apresentam rodeios, e costumam sempre ir direto ao ponto, informando todos os dados necessários ao leitor. 

Tipos de textos jornalísticos

Existem diversos tipos de textos jornalísticos, e todos eles possuem um objetivo principal: repassar informações para o leitor. Os principais modelos de matérias jornalísticas são:

  • Editorial;
  • Notícia;
  • Entrevistas;
  • Reportagens;
  • Artigos;
  • Crônicas;
  • Cartas do leitor;
  • Charges;
  • Resenhas;
  • Classificados;
  • Textos publicitários.

Vamos entender o funcionamento dos principais tipos de textos jornalísticos? Acompanhe a seguir. 

Notícia

A principal característica na notícia é o seu elemento informativo. Por conta disso, a notícia responde a perguntas como:

  • O que?
  • Quem?
  • Quando?
  • Onde?
  • Como?
  • Por quê?

Ao longo do texto, todas essas perguntas devem ser respondidas para informar o leitor e proporcionar uma matéria completa acerca da informação. 

O ideal é que no começo do texto, o escritor apresente as principais informações. Depois, ao longo do texto, é necessário apresentar os detalhes dos acontecimentos, como as suas causas e as consequências.

Além disso, a notícia deve ser escrita de modo impessoal, sem mostrar a interpretação e a opinião do escritor, pois a principal função desse tipo de texto é informar. 

Editorial

Nesse tipo de texto jornalístico, o autor da matéria expõe a sua opinião, e essa é a principal diferença entre esse e a notícia. 

Esse tipo de texto trata de algum assunto que seja do interesse do leitor, e normalmente apresenta uma linguagem clara e simples. 

Crônica

A crônica consiste em um texto de linguagem simples que tem como objetivo relatar fatos e acontecimentos do cotidiano através de uma história, ou melhor, de uma ampla sequência de narrativas.

Normalmente a crônica envolve críticas à sociedade, mas isso não é uma obrigação. O importante é que esse texto consiga informar o leitor, assim como a notícia e o editorial.

Reportagem

Ao contrário dos demais tipos de textos jornalísticos, a reportagem são matérias longas e completas que visam informar o leitor. A ideia central da reportagem é descrever os fatos de forma detalhada.

O principal tipo de reportagem é a investigativa. Nessas matérias, o jornalista estuda uma situação que ainda não teve um desfecho final, ou melhor, não foi comprovada a fim de comprovar a veracidade. 

As reportagens podem ser feitas a partir de acontecimentos já conhecidos pelo público, ou de algo novo, que o repórter mesmo descobriu e deseja investigar.

Estrutura do texto jornalístico

A estrutura do texto jornalístico é dividida em quatro partes. O ideal é que o autor consiga compreender essas fases e siga o passo a passo para informar o leitor da forma correta.

  • Pauta: a pauta nada mais é do que o processo de escolha do assunto acerca da matéria que será escrita – normalmente, os profissionais optam por temas que estejam em alta e terão um grande número de acessos; 
  • Apuração: recolhimento de dados, informações e provas, e posterior verificação desses documentos para depois iniciar o processo de escrita; 
  • Redação: consiste na própria escrita do texto, sendo a fase na qual o autor fará a organização das informações;
  • Edição: correção e revisão das redações escritas para corrigir qualquer erro ortográfico e outros problemas de escrita. 

Principais recursos jornalísticos

Existem alguns recursos jornalísticos, que se utilizados no texto, podem te ajudar bastante a fazer uma boa matéria. Vamos ver que recursos são esses?

Lide

O lide é um recurso que deve ser usado na primeira parte do texto jornalístico a fim de atrair o leitor. Esse recurso é responsável por apresentar as principais informações e detalhes da matéria. 

Se o lide for bem elaborado e coerente, pode aumentar o interesse do público pelo texto, e aumentar a sua atenção. 

Pirâmide invertida

A pirâmide invertida é um recurso que serve para estruturar o texto. Isso é importante para hierarquizar as informações, na ordem decrescente de importância. Por isso, a parte mais importante do conteúdo fica localizada na base da pirâmide. 

A linguagem jornalística

Em um texto jornalístico, o autor precisa compreender bastante sobre o assunto que se propõe a escrever, ou melhor, deve dominar bem o assunto. Além disso, é necessário estruturar o texto para apresentar os principais fatos ao leitor. 

É necessário também utilizar uma linguagem simplificada, e não expor as opiniões e pensamentos no texto. Isso porque o leitor precisa chegar às suas próprias conclusões, sem receber nenhuma influência acerca da opinião do autor.

O autor, ao longo da escrita do texto, precisa fazer uma ampla apuração dos fatos e dos acontecimentos, e também entrevistas as pessoas envolvidas e especialistas no assunto. Sem falar que, o autor precisa fazer uma grande pesquisa sobre o assunto antes de discuti-lo.

E aí, gostou do nosso texto de hoje? Para saber mais informações sobre o Enem, continue acompanhando o nosso blog, pois sempre postamos várias dicas sobre o vestibular e como conseguir uma boa nota. 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui